Meu cabelo é afro e ele não está na moda.

By Hadassa Rodrigues - quinta-feira, abril 16, 2015

Quando falamos em transição capilar, também falamos do esforço que temos de passar meses e meses usando técnicas para lidar com dois tipos de cabelo na cabeça, passando pelo descobrimento de texturas, paciência, e até mesmo a vontade de desistir diante das dificuldades e da pressão para continuar com as químicas. Transição não é fácil, e nunca deveremos dizer que é.

O que é muito importante dizer nesse post é que nenhuma mulher se submete a transição em busca de estar na moda, para seguir uma tendência de beleza. Moda implica em manias passageiras, que podem ser questionáveis ou não. Eu aprendi a gostar e cuidar do meu cabelo natural, e eu escolhi parar de usar química nele.

Minha transição começou em julho de 2014 e durante esses meses tive várias descobertas com meu cabelo. Aprendi novas formas de cuidar, comecei a aceitar cada dia mais o cabelo crespo e à partir disso minha vontade de compartilhar experiências aumentaram, comecei então a procurar por meninas que já passaram pela transição como forma de inspiração para os futuros posts. Comecei a participar de grupos de cacheadas, conheci várias fanpages de meninas que ainda passam pela transição e conheci várias meninas que incentivam umas as outras. E é por isso que existem vários grupos nas redes sociais, encontros, canais de discussões, é para compartilhar experiências e incentivar você a se aceitar com o seu cabelo. 

É muito bom poder se encontrar no seu próprio estilo, ninguém deve esconder a satisfação de ter se aceitado da maneira que é, reconhecer a identidade, ver como ela tem a ver com a sua personalidade, é maravilhoso!
"O cabelo afro não deve entrar na moda, a moda precisa se ajustar às mulheres de cabelo afro"
O projeto mais cachos é um projeto de incentivo como tantos outros que existem, para incentivar mais pessoas a aceitarem seus cabelos naturais. É para mostrar que temos possibilidade de escolha e que usar químicas ou alisar o cabelo não é a única opção para os cabelos crespos. Não queremos impor cachos definidos, com menos volume e sem frizz. Nós paramos de usar químicas de relaxamento ou alisamento para fugir dessas "regras", e não para entrar na ditadura dos cachos perfeitos.

Fazer resenha de produtos, dar dicas de como usar acessórios, entrevistar meninas que passaram pela transição, compartilhar dicas e videos, são algumas das inúmeras maneiras de incentivo. Queremos mostrar que sim, é possível ser linda com seu cabelo seja ele qual for.
FOTO: Mariana Vieira

  • Share:

You Might Also Like

1 comentários

  1. Amei e concordo plenamente.
    As pessoas conceitua o cabelo afro ou crespo, como ruim. A pouco tempo ouvi essa frase: "Agora cabelo crespo é moda, saiu até em uma revista". Então me virei para pessoa e respondi:Não é moda, as pessoas deixaram de ser escravas de um modelo que alguns disseram ser o bom e se aceitaram e aprenderam se amar do jeito que são.
    Foi a melhor decisão que tomei, estou na transição. Já voltei atrás muitas vezes nesse processo, porque não consegui dar um jeito no cabelo para ir em um casamento por exemplo. E nesses momentos que surgiram mais festas para ir, kkkk.
    Até que comecei a pesquisar sobre texturização, e dicas e mais dicas. E hoje estou nessa luta. :p

    ResponderExcluir